Conselho de Escolas Médicas apoia o uso de máscaras

Fonte: Notícias R7
Fonte: Notícias R7

De modo a prevenir e reduzir o contágio da Covid-19, o Conselho de Escolas Médicas Portuguesas (CEMP) defende o uso de máscaras para uma parte da população. Esta conclusão foi obtida mediante documentos publicados sobre o assunto.

Segundo “Argumentação e Evidência Científica para o Uso Generalizado de Máscaras pela População Portuguesa”, citado pelo Observador, o CEMP afirma que os documentos são comuns na alegação de que “o uso generalizado de máscara por parte da população” é uma medida de controlo de transmissão. Além disso, é importante ainda salientar que esta medida preventiva reduz o risco de contágio, “a taxa de ataque e potencialmente diminui o RO [número de médio de casos infetados por cada caso]”, segundo o mesmo artigo científico.

Em última análise, o uso de máscaras pode levar “à diminuição da propagação da doença, não só neste momento de surto da pandemia, como futuramente na prevenção de futuros surtos”. É ainda lembrado que não há “um grau de maior evidência verdadeiramente contra a utilização [de máscaras] de forma generalizada pela população”, segundo o que dizem os especialistas citados pelo Observador.

Face à situação atual que se vive e à escassez de recursos, nomeadamente máscaras, o CEMP aconselha alguns tipos de opções para combater esta anomalia. “Com a proposta da obrigatoriedade do uso de máscaras de forma generalizada, e com a escassez existente das máscaras cirúrgicas e respiradores N95/FFP2, propomos, para a população em geral, a realização de máscaras caseiras de eficácia testada, de fácil acesso e confeção, baratas e reutilizáveis”, defende este conselho, citado pela agência Lusa.

Assim, o conselho afirma que as máscaras de tecido produzidas em casa “demonstram ter eficiência satisfatória em termos de capacidade de proteção do utilizador de 50% a 85%, dependendo dos materiais utilizados, e eficiência ligeiramente menor que as máscaras cirúrgicas na prevenção de emissão de partículas do utilizador para o ambiente”.