EUA autoriza uso de medicamento contra a Covid-19

Fonte: REUTERS/GILEAD SCIENCES
Fonte: REUTERS/GILEAD SCIENCES

A empresa responsável pela regulação dos medicamentos nos Estados Unidos da América autorizou o uso do antiviral. Este vai ser utilizado no combate à Covid-19.

Esta “autorização de emergência” foi dada por parte da Administração Federal de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos da América – FDA. Segundo a SIC Notícias, o presidente Donald Trump anunciou hoje esta permissão de utilização do medicamento Remdesivir.

“É um prazer anunciar que a Gilead tem agora uma autorização de emergência da FDA para o Remdesivir. E isso ocorre porque (…) é um tratamento importante para os pacientes hospitalizados com coronavírus”.

Donald Trump

O presidente acrescentou ainda que este medicamento tem um comportamento prometedor e que só será usado em meio hospitalar em doentes em estado grave, segundo o mesmo órgão de comunicação.

A autorização que foi solicitada para o uso deste medicamento resultou de um ensaio clínico. Segundo o Público, dos mais de 1000 doentes que participaram no estudo, “os que foram tratados com este medicamento recuperam em 11 dias, enquanto os que apenas receberam um placebo (uma substância sem actividade clínica) levaram 15 dias a recuperar da infecção pelo novo coronavírus”.

Contudo, a utilização deste medicamento não diminuiu o número de mortes. O diretor do instituto que promoveu o estudo do ensaio clínico, Anthony Fauci, afirmou que estes resultados são “muito importantes”, no entanto acrescenta que não os considera “espantosos”.