Iniciativas lançam redes de apoio a artistas e produtores

Fotografia: Joseph Redfield/Pexels
Fotografia: Joseph Redfield/Pexels

A empresa RTP divulgou, nesta última terça-feira, 31 de março, um pacote de apoio para produtores audiovisuais independentes. No Brasil, a produtora Brooke lançou uma campanha que pretende angariar views nos canais de Youtube de artistas.

O pacote lançado pela RTP, segundo artigo publicado no jornal Público, tem o objetivo principal de dar apoio económico a produtores independentes, que fazem parte de uma das profissões mais afetadas pelas restrições causadas pelo surto da Covid-19. Em entrevista à agência noticiosa Lusa, Hugo Figueiredo, administrador do projeto, afirmou que as medidas pretendem “ajudar na tesouraria das indústrias criativas”.

A iniciativa inclui medidas como o pagamento imediato a produtores que já entregaram materiais audiovisuais e a melhoria das condições de pagamento a projetos da área que estão aprovados. A empresa televisiva pretende, de acordo com Figueiredo, fazer um pagamento de 25% no início da produção, 25% no final e 50% com a entrega final.

As áreas do teatro e da música também vão ser beneficiadas com o pacote de ajuda. O administrador declara que os adiantamentos aos artistas e compositores pode chegar a até 50%, e complementa que foi feito “um desafio grande aos directores de programas para idealizarem em conjunto com os actores destas fileiras projectos inovadores”.

Figueiredo não declarou os valores dos investimentos, mas o pacote pretende apoiar produtores durante o ano inteiro, a partir de abril, tanto no canal televisivo quanto nas plataformas digitais da RTP. A empresa ainda pretende lançar um ciclo de concertos online, que deverá ser discutido com os agentes dos artistas.

Projetos de ajuda chegam ao Brasil

A pandemia do novo coronavírus não afetou apenas artistas, mas também profissionais que dependem de equipamentos para exercerem seus trabalhos. A campanha #DoeViews, promovida pela produtora Brooke, seleciona vídeos que fazem parte do portfólio de artistas e incentiva sua visualização no Youtube, dando retorno econômico aos seus criadores.

De acordo com o artigo publicado no jornal Correio do Povo, a premissa da iniciativa é, de acordo com o número de visualizações de cada conteúdo, dar o retorno financeiro aos criadores que, devido à quarentena, não podem produzir nenhum tipo de conteúdo.

Nando Viana e Afonso participam de campanha para ajudar profissionais independentes. Fonte: Camila Vieira/Divulgação/Correio do Povo

Bruna Rodrigues, cofundadora da Brooke e também idealizadora do #DoeViews, declara que a campanha reuniu “artistas que também têm o desejo de prestar apoio financeiro a esses trabalhadores e lançamos o projeto”. Comediantes como Bruna Louise, Nando Viana e Rafinha Bastos estão entre os artistas que aderiram ao projeto.

A idealizadora ainda salienta que “o movimento estimula uma conscientização para toda a classe artística”, e acrescenta que “o artista, em sua grande maioria, é autônomo, não tem décimo terceiro, vive cada mês de uma vez. Então, nesses momentos é preciso haver essa consciência de que a união de todos nos fortalece”.