Ministro da Saúde Brasileiro demitido pelo presidente

Fonte: Pablo Jacob via o globo

Após desentendimentos, o Ministro da Saúde Luíz Henrique Mandetta foi demitido oficialmente hoje, pelo Presidente da República enquanto o país se prepara para enfrentar a ameaça do coronavírus.

A suspensão das atividades de Mandetta foi oficializada em Diário Oficial no dia de hoje, 16 de Abril. O desfecho, no entanto, já era esperado,por suas duras críticas ao Governo. A informação foi corroborada pelo próprio, em entrevista a revista Veja, no dia de ontem, 15 de Abril. O oncologista Nelson Teich foi escolhido como substituto.

Em pronunciamento oficial, o agora ex-Ministro confirmou sua demissão, pedindo para que se defenda a ciência: ¨Apostem todas as suas energias através da ciência.¨ Agradeceu também ao presidente pela oportunidade e disse que espera uma transição suave entre a sua pasta e a de seu sucessor, segundo o Globo.

O El País Brasil avançou que uma pesquisa do Atlas Político apontava 76% da população contra a saída do médico, que em seu discurso de despedida continuou defendendo o isolamento social. Ainda segundo a publicação, a exoneração foi uma decisão política, por conta das divergências entre as vontades presidenciais e as medidas defendidas pelo então encarregado ao combate a virose n o país.

Henrique Mandetta foi responsável pela implementação e defesa das medidas defendidas pela Organização Mundial da Saúde, no território nacional Brasileiro, nomeadamente o isolamento social, e o reforço a resposta hospitalar do Sistema Único de Saúde -SUS-, trabalho muito elogiado pela classe política e médica.

Seu sucessor terá a difícil tarefa de conjugar os interesses econômicos de Jair Bolsonaro e o bem-estar da população, em tempos de pandemia. Tarefa que se provado cada vez mais difícil.