Trump está para suspender a imigração nos Estados Unidos

Fonte: JONATHAN ERNST [Reuters] via Público

A medida anunciada em tweet, na madrugada de hoje dia 21 de Abril, tem caráter provisório. O intuito segundo a Presidência é assegurar postos de trabalho da população Americana, em luz ao ataque de um ¨Inimigo Invisível¨.

O Chefe de Estado dos EUA avançou sua decisão de suspender, por ordem executiva, a imigração no país. O decreto, sem precedentes históricos, vem em tempos incertos, em que se enfrenta uma crise de desempregados, por conta da pandemia da Covid-19. Segundo a Reuters, só no último mês mais de 22 milhões de cidadãos se inscreveram no seguro desemprego.

O Público afirma que, por enquanto, nem o líder nem sua equipe deram detalhes do embasamento legal ou pormenores da ação, que pode ser inclusivamente alterada nos tribunais.

A medida se afirma depois da proibição da entrada de passageiros Chineses e Europeus em território nacional. As fronteiras com o México e Canadá também foram fechadas para viagens consideradas não essenciais.

Fonte: CBS

Segundo a NPR, Rádio Pública Nacional dos Estados Unidos, a secretária de comunicação da Casa Branca, Kayleigh McEnany, afirmou que a medida protegeria principalmente trabalhadores latino e afro-americanos, uma vez que estes são os que mais sofrem e sofrerão com o as circunstâncias atuais.

Entretanto, ainda segundo a publicação, a medida falharia em ter impacto econômico significativo a curto prazo, uma vez que as taxas de viagem e movimentação estão muito baixas, de acordo com Kevin Hassett, conselheiro econômico da Presidência.

O governo atual é conhecido por tomar medidas consideradas extremas para deter a migração ilegal de pessoas para os EUA, como, por exemplo, a criação de campos de detenção na fronteira com o México, causando a separação de milhares de crianças de suas famílias.